Como escolher a minha roçadeira?

Dez2014

A dúvida é comum na escolha de roçadeiras, devido às diversas marcas e modelos. No entanto, algumas informações importantes podem ajudar a sanar as incertezas que muitos passam.
 
Apesar de ser uma ferramenta de grande ajuda na limpeza de gramas altas, pastos e alguns tipos de vegetações, é preciso considerar o tipo de área que se quer roçar. Existem dois tipos de vegetações: com plantas mais grossas ou com plantas mais finas. Isso significa que, para plantas mais espessas, é de suma importância escolher uma roçadeira com lâminas e rotações mais potentes.
 
Existem, atualmente, no mercado, três tipos básicos de roçadeiras: com alimentação a gasolina, à bateria ou elétrica. Se o uso da roçadeira for profissional, é indicado que se opte pelo modelo a gasolina ou etanol, por ser destinado a grandes áreas, tais quais fazendas e locais sem fornecimento de energia elétrica próximo. Com nível de ruído médio, quando comparadas às demais, as roçadeiras alimentadas com combustível funcionam com lâmina ou carretel de náilon.
 
Por outro lado, as roçadeiras elétricas, mais indicadas para uso doméstico, com trabalhos leves e vegetações menos espessas. Possuem hastes que podem ser rígidas ou flexíveis e com apresentação de voltagem em 110v ou 220v. Além disso são mais leves, não emitem gases, possuem nível de ruído e vibração baixos e sua operação é fácil.
 
Há ainda as roçadeiras à bateria, comumente usadas em trabalhos residenciais de jardinagem que necessitam ser feitos de maneira mais silenciosa. São leves e com baixos ruído e vibração, além de não emitirem gases. Sua mobilidade é um ponto a favor, pois não possuem cabos e não necessitam de fonte de energia próxima. Porém a utilização de um carregador se faz necessária.
 
Ao utilizar a roçadeira é importante lembrar-se do uso dos EPIs - equipamentos de proteção individual -, tais quais luva protetora, calçado para segurança, protetor auricular, protetor facial, perneira protetora , óculos e camisa de manga longa.
 
Outras medidas também são importantes para o funcionamento correto e seguro: certificar-se que não há pessoas ou veículos próximos, manter o cabo de alimentação sempre em boas condições, verificar vazamentos do tanque, não permitir o superaquecimento, ter sempre o pretor de lâmina na ferramenta e verificar a situação da lâmina antes do serviço para que não ocorram acidentes.

Fonte: 
http://www.leroymerlin.com
ico
sair x

Bem Vindo ao FlexTool

Você está visualizando seu site em modo de edição.

Dica: o ícone representa edição de conteúdo. Clique no ícone caso deseje editar o conteúdo.